domingo, 24 de abril de 2011

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA E PROTEÇÃO À MATERNIDADE E À INFÂNCIA DE MOSSORÓ-APAMIM

Fundada em 19 de abril de 1941, a Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância de Mossoró (Apamim) nasceu com o propósito de ser uma entidade filantrópica, visando atender as necessidades da população carente de Mossoró e municípios circunvizinhos. Por sete décadas, essa filosofia pautou todos os atendimentos da unidade, que hoje é referência na região.

Em seus primeiros anos, a Apamim implantou a primeira maternidade do município, batizada com o nome de Maternidade Almeida Castro, homenagem ao médico e político que dedicou 40 anos de sua vida profissional à cidade. Dez anos depois, em 1951, foi fundada a Casa Saúde Dix-sept Rosado, integrando o complexo hospitalar.

Ao longo destas décadas, a associação foi crescendo e se especializando, tanto em equipamentos quanto em serviços e mão de obra qualificada. Atualmente, o complexo é referência em saúde e atendimento, além de dispor serviços essenciais para cidadãos de Mossoró e cidades vizinhas.

Hoje, a maternidade pioneira na cidade tornou-se a única da região, realizando uma média de 600 partos por mês. A maternidade realiza cirurgias eletivas, ginecológica e geral e oferece atendimento às gestantes 24h e mantém uma média de 40 consultas por dia, segundo informa o diretor da unidade, André Néo.

Conforme o diretor, a maternidade conta ainda com leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto, de UTI Neonatal e de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) Neonatal. Nos leitos da UTI Neonatal e UCI, o hospital mantém um atendimento médio de 30 a 20 bebês por mês. "Esses serviços têm ajudado a salvar muitas vidas de recém-nascidos", destaca.

Para acompanhar a gestante desde os primeiros meses de gestação até o nascimento, a maternidade desenvolve os projetos Parto Feliz, Mãe Canguru, Aleitamento Materno, Amigo da Criança e Programa de Pequeno Cidadão no fornecimento da certidão de nascimento e teste do pezinho.

Além dos procedimentos obstetrício e materno, a associação mantém parcerias para realização de serviços essenciais, como hemodiálise, cirurgias oncológicas e neurológicas. "Esses procedimentos são realizados nas dependências da própria unidade", informa André Néo.

De todos os atendimentos realizados na Casa de Saúde Dix-sept Rosado e Maternidade Almeida Castro 80% são provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Os demais atendimentos são feitos por meio de consultas particulares e através de convênios, a fim de suprir as necessidades com custo operacional do hospital.

Para o presidente da Apamim, o médico Laíre Rosado, a entidade vem conseguindo cumprir a sua proposta inicial, que é atender a comunidade da melhor maneira possível. Ele enfatiza que neste cenário de crise que a saúde vem enfrentando em todo o país, celebrar 70 anos de história é motivo de grande comemoração.

"Nos últimos anos, em Mossoró, a crise na área da saúde fez com que sete hospitais fechassem suas portas. E apesar de todas as dificuldades, estamos conseguindo manter o nosso atendimento e oferecer um serviço de qualidade à população de Mossoró e região", frisa Laíre Rosado.
FONTE: JORNAL O MOSSORÓENSE (17/10/1872), EDIÇÃO DO DIA 19 DE ABRIL DE 2011(TERÇA-FEIRA) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário